Uma guerra atingiu Rio Claro, o tempo é de reconstrução

 

Foto/Reprodução: Heitor Feitosa/VEJA.com

Rio Claro sofre hoje as consequências de um governo que saqueou os cofres públicos, implodiu a estrutura da Prefeitura, afastou investidores, manchou a credibilidade da cidade nacionalmente e sumiu com centenas de documentos importantes para o cotidiano administrativo. O novo governo de Rio Claro tem a tarefa mais difícil em mais de 50 anos: reconstruir a cidade após uma verdadeira guerra com efeitos devastadores em âmbito local.

Entre 2017 e 2020, nossa cidade se viu nas páginas de grandes jornais do Brasil, mas as manchetes não poderiam ser piores: “Membros do poder público embolsam 4 milhões destinados ao combate ao COVID-19”, “Rio Claro está entre os 4 municípios com maior rombo em caixa de todo o país”, “Prefeito de Rio Claro é retirado do seu gabinete sendo levado pela Polícia”. Ainda é muito cedo para digerir tudo que vivenciamos num prazo de tempo tão curto, mas, absolutamente, o estrago ainda será sentido por bons anos. O preço do cuidado sempre será menor do que o preço do estrago. As consequências de se deixar uma quadrilha cuidando de um orçamento anual de um bilhão de reais são assombrosas.

Com os impactos da pandemia no social, na economia e na estrutura de saúde, somam-se também os impactos de credibilidade e confiança do mercado para novos investimentos na cidade. Serão precisos claros esforços em forma de novas posturas por parte do novo prefeito, com discursos e atitudes que convençam os empresários a voltarem a investir na cidade, tudo isso passa por segurança jurídica, apoio e agilidade nos processos de abertura de empresas, a confiança por parte do poder público em relação aos investidores e suas organizações. A cidade só será reerguida com uma transformação pautada por uma mudança real e profunda no modo de se administrar, sem negar a política, e acima de tudo, sem compromissos com o erro e com o passado. Precisamos enxergar uma luz no fim deste túnel tenebroso que estamos atravessando, e, novamente,  acreditarmos que um novo tempo é possível para a nossa terra, com oportunidades para todos que aqui vivem. Não há tempo para perder, o relógio é implacável para virarmos esta página, juntos, enquanto rioclarenses.


Kauan Alves

Gestão Pública-USP, Liderança do RenovaBR, Empreendedor com titulação da Olímpiada Rio2016 e Deputado Estadual Jovem do Estado de São Paulo.


Fonte das manchetes citadas:

1. Rio Claro está no TOP5 das cidades com mais dívidas no país - Estadão

https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,brecha-na-lei-pode-eliminar-punicao-a-prefeito-que-deixar-caixa-no-vermelho,70003470536

2. Prefeitura de Rio Claro compra quase R$ 4 milhões em EPIs sem dono saber - CNN Brasil

https://www.cnnbrasil.com.br/nacional/2020/07/21/prefeitura-de-rio-claro-compra-quase-r-4-milhoes-em-epis-sem-dono-saber

3. Prefeito de Rio Claro é alvo de operação do Gaeco - G1

https://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2020/12/02/prefeito-de-rio-claro-e-secretarios-sao-alvo-de-operacao-do-gaeco-por-suspeita-de-irregularidades-em-compra-de-epis-por-r-4-milhoes.ghtml

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Juninho da Padaria foi à delegacia contra Kauan Alves, de 20 anos

A coragem da autenticidade numa campanha eleitoral